6 Erros em liderança de Trade Marketing (e como evitá-los)

liderança de Trade Marketing

Veja 6 atitudes de líderes que provocam problemas de execução e prejudicam a marca, a loja, ou o produto.

As principais causas de demissão são líderes despreparados e sem habilidade para gerir pessoas, causando desmotivação e absenteísmo da sua equipe.

Muitas empresas ainda preferem entrar numa disputa de mercado para contratar os melhores profissionais de outra concorrência, quando na verdade, o acerto da estratégia está no desenvolvimento da sua própria equipe de liderança.

Como já dizia o ditado “Errar é humano” e como todo ser humano estamos sujeitos a cometer falhas na nossa carreira profissional, o mais importante é reconhecer os próprios atos, ser humilde, e aprender com os erros. Isso tudo na teoria é lindo, né?

Mas na prática, o impacto de alguns erros comportamentais pode trazer prejuízos a empresa sendo fatal a qualquer carreira, então é muito melhor estar atento e evitar cometê-los.

Reunimos nesse artigo alguns erros comuns de líderes de Trade Marketing e como evitá-los assim damos a oportunidade de você aprender com eles, aqui. E não na prática, ufa!

1) Não escutar a sua Equipe.

Parece um erro bobo, mas é muito comum ver gestores que não entendem seu papel, em ouvir, motivar, e orientar a sua equipe.

Mesmo que esteja muito ocupado com outros afazeres, tire uma ou duas vezes a cada quinze dias para ouvir as solicitações internas do grupo.
Afinal, ouvi-los pode fazer com que você antecipe às dificuldades, tenha insights de novas estratégias e melhore os resultados.

2) A falta do Feedback, ou focar nos negativos.

Uma das principais funcionalidades do feedback é mostrar que o gestor se preocupa e acompanha o desempenho individual ou do grupo.

Chamar o funcionário somente para lhe dar aquele puxão de orelha, não é bom para a evolução dos resultados que você almeja.

Tente incentivar e reforçar atitudes positivas, reconhecendo os resultados e as metas que aquele funcionário cumpriu. E quando necessário use o seu conhecimento para apresentar melhorias através de um feedback construtivo.

E por fim, adote um feedback 360 graus, permitindo que seus funcionários, pares, colegas, também façam uma avaliação do seu desempenho.

Ao passar essa credibilidade e troca de sinergia, estará mais próximo da sua equipe, mostrando a importância que cada um tem.

3) Entender mal a motivação.

Uma das maiores causas de falhas na execução de projetos, é sem dúvidas, o funcionário desmotivado. Muitas vezes, os líderes não entendem o papel da motivação, ou o que realmente motivaria seus funcionários, e não estou falando somente de dinheiro.

No varejo por lidar com mão-de-obra muito jovem, não precisa de tanto, os jovens buscam um líder a quem se espelhar, se apoiar, e principalmente confiar quando pedem ajuda, e que possam ser orientados a que caminho seguir.

Uma outra forma é criar metas tangíveis, pois uma boa gestão depende de metas bem elaboradas. E também, ajudar a manter um bom clima no ambiente de trabalho.

O mais importante é que o Gestor entenda a sua turma, conheça cada um, suas habilidades, e aonde ele pode explorar a motivação, inspirando e impactando a vida daquelas pessoas positivamente.

4) Focar em atividades Operacionais

55% do tempo dos gestores é gasto com atividades burocráticas, segundo estudo da Consultoria Luzio Strategy Group.

Um bom gestor não pode centralizar essas tarefas operacionais e burocráticas da empresa, gastando o tempo em que poderia desenvolver estratégias para melhorar a execução dos processos e resultados da equipe.

Por isso se faz necessário que a empresa reveja constantemente o seu modelo de negócio, os processos dos departamentos, buscando a simplificação e otimização de tempo no gerenciamento da equipe.

5) Exagerar na Flexibilidade

A maioria de nós queremos ser vistos como simpáticos, acessíveis, compreensíveis, mas tudo tem dois pesos e duas medidas, é preciso ter pulso firme e tomar algumas decisões difíceis em alguns momentos.

Ser flexível demais com os erros e faltas da equipe pode gerar um desconforto na sua autoridade e a sua credibilidade como líder pode ficar comprometida, podendo causar uma desordem dos processos internos.

É sempre importante relembrar aos funcionários a importância que cada um tem em exercer aquela atividade, e que o processo para dar certo depende principalmente do comprometimento, e dedicação da equipe.

6) Encarar como “dinheiro jogado fora”, a inclusão de tecnologia para gerenciamento da equipe.

Já sabemos que com a evolução da tecnologia, os processos das empresas só ganharam credibilidade com uma execução mais rápida e prática, e com menos erros. Porém, ainda tem empresas que subestima o acesso da equipe a esse tipo de tecnologia.

Preferem trocar dados importantíssimos por plataformas como o whatsapp, e consolidar as informações na boa e velha planilha no Excel.

Funciona?! Até funciona, mas é preciso entender que esse método além de ter mais chances de ocorrer falhas nos dados captados, ainda os gestores perdem muito tempo das suas atividades para gerir os relatórios.

Um sistema de gerenciamento de equipe de campo, promotores, degustadores, e outros, só agregaria no check in e check out da sua equipe, na consolidação das informações podendo otimizar o tempo da tomada de decisão, que muitas vezes, precisam ser rápidas para ser eficientes.

Invista em Treinamentos Dinâmicos!

Por fim, a nossa dica é: invista em treinamentos dinâmicos, tanto para os líderes quanto para toda a equipe de campo.

Os colaboradores podem ser os mais experientes e qualificados, há sempre algo novo para melhorar e aprender.

Os treinamentos ajudam a reforçar os conhecimentos técnicos, os processos da empresa, ajuda a melhorar a comunicação e o relacionamento interno e com as abordagens com seu cliente.

Deixe que os funcionários participem e opinem, se caso o treinamento necessite de melhora. Uma equipe engajada aumentará a produtividade, o empenho para trazer cada vez mais resultados positivos à sua empresa.

acessoPTTrade Marketing

Carlos BrandãoAuthor posts

Carlos Brandão

Sou Carlos Brandão, sócio-diretor da BeC Inteligencia, formado em Administração de Empresas, sou especialista em desenvolvimento de APP (IOS e ANDROID) principalmente em projetos que necessitam controle de Ações Promocionais e Trade Marketing na mesma plataforma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Sou Eduardo, tudo bem? Automatize os processos, reduza o custo de sua operação e melhore suas estratégias com APP. Podemos conversar?