3 causas de ruptura no Ponto de Venda (PDV)

3_causas_de_ruptura

Quando um consumidor não encontra o que deseja, fica frustrado, as vezes muda de marca, outros trocam de estabelecimento. Este sentimento de perda, tanto para consumidor quanto para a marca precisa ser evitado.

Este episódio, gera grandes perdas para indústria, varejo e principalmente, abala relacionamento do consumidor, fiel a loja e a marca.

A loja, por sua vez, precisa ter seu sortimento focado e definido.  Deve-se escolher quais principais itens no abastecimento e manter foco neste. Impossível oferecer e vender tudo.

Pensando neste problema que pode gerar grandes consequências ao longo da cadeira, listamos aqui  3 causas de ruptura no Ponto no Vendas:

Reposição inadequada ou inexistente

Muitas vezes a ruptura está relacionada ao estoque da loja. O produto existe, porém não está na gondola, tornando-se inexistente para o consumidor. Organização de caixas abertas e desorganização pode demorar impactar na reposição de produtos.

A quantidade de produtos em prateleira deve ser o suficiente até dia do reabastecimento, quanto menor espaço de gondola, mais rápido deve ser reposição dos produtos.

Estoque Virtual

O estoque virtual significa que o produto está na loja mais na realidade não se encontra no ponto de vendas. Esta falha acontece por falta de melhor controle interno erros operacionais.

Um exemplo um consumidor compra três tipos diferentes de detergentes, porém no checkout, todos são registrados apenas como uma única fragrância.

Neste exemplo, se faz necessário treinamento para que funcionários possam entender a dimensão que este erro pode gerar para controle de ruptura.

Campanhas e Promoções mal elaborada

As campanhas promocionais impulsionam as vendas geram maior visibilidade da marca, porém muitos especialistas concordam que são grandes causadoras de rupturas. Antes de criar uma campanha é necessária definição: sortimento, reposição e preço exposição.

É necessário ter objetivo claro da finalidade da campanha, se ela vai gerar experimentação, tráfego ou antecipação de vendas com menor lucro.
Existe uma grande variedade de campanhas e promoções. Um varejista pode fazer uma campanha de oportunidade, porém esquece que esta venda antecipada pode gerar resultado menor ao longo dos demais meses ou mesmo ruptura no ponto de vendas.

Outra situação, que podemos citar é uma promoção que atua com produtos complementares. Exemplo, macarrão entrou em promoção, logo os molhos e queijo ralado devem ter estoque para atender a demanda, caso contrário, cliente poderá adquiri-lo em outros estabelecimentos.

Não há problema efetuar campanhas promocionais, desde que haja estudo a longo prazo para que tenhaproduto suficiente em estoque.

É imprescindível evitar ou mesmo eliminar ruptura no ponto de venda, e para isso se faz necessário: 

1) Saber sortimento correto das lojas, através de revisão de produtos, ter um planograma de exposição eficiente, plano de prevenção de perdas e avarias.

2) Participação de todos envolvidos no processo é essencial para alcance de resultados. Promotores podem buscar espaços extra e mais espaço em gôndolas.

3) Sempre ficar atendo no estoque mínimo e as variações de vendas de seus produtos na loja em questão.

4) Sistema de envio de pesquisas online, podem ajudar o envio rápido das informações mais relevantes e todos os envolvidos estarão atuando prontamente afim de resolver as causas.

MerchanPTTrade Marketing

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Sou Eduardo, tudo bem? Automatize os processos, reduza o custo de sua operação e melhore suas estratégias com APP. Podemos conversar?